sábado, fevereiro 25, 2006

O Brasil sente saudades do Lula de ontem


Não é só fisicamente que as pessoas mudam. Ao longo dos últimos 26 anos, os brasileiros foram aprendendo aos poucos a admirar as idéias defendidas pelo Partido dos Trabalhadores, personificadas na pessoa do ex-torneiro mecânico Luiz Inácio Lula da Silva, ou simplesmente, Lula (à esquerda). Um homem que arrebatava multidões de trabalhadores, falando a linguagem do povo em defesa do trabalho e do trabalhador e criticando com veemência a exploração do capital.
Lembro-me muito bem da primeira candidatura de Lula contra o Fernando Collor, em 1989. Quase perdi o emprego no Jornal de Piracicaba, por causa de um artigo que fiz em defesa do Lula. Tinha votado no Brizola (PDT), no primeiro turno e, é claro, no segundo, o meu voto tinha que ser do Lula. Fiquei indignado com um artigo de um ex-comandante da Varig, onde ele criticava e ridiculariza o candidato petista. O título do artigo era: "Parabéns Lula". Rebati com o artigo: "Parabéns, sim, Lula", modéstia à parte, uma espécie de profecia do que acabou acontecendo no governo de Collor. Não sabia, porém, que depois de 15 anos, a decepção maior seria justamente com o governo daquele ex-torneiro mecânico. Nos próximos dias, estarei disponibizando esses dois artigos para os leitores deste blog.
Ainda em 89, lembro de uma frase do Lula em resposta a uma pergunta infeliz de um jornalista. Lula estava jantando numa famosa casa noturna de São Paulo, quando o repórter lhe perguntou: "O senhor, que defende tanto os pobres, não acha que é uma incoerência estar jantando numa casa tão chique?". Ao que Lula, o daquela época, claro, respondeu: "Não. O que eu quero e luto é para que todos os brasileiros tenham também condições e direito de jantar aqui".
São muitas as incoerências entre o PT oposição e o PT governo. E não é somente no governo Federal. Isso ocorre com frequência e até com ar de mais autoritarismo em administrações estaduais e municipais. Teremos que usar muito mais espaço para falar dessas incoerências do partido que obteve mais de 53 milhões de votos, mas, que acabou frustrando a esperança de muita gente quando chegou ao poder. Só para citar alguns exemplos: Você lembra de como o PT falava contra a CPMF - o imposto mais injusto do planeta - contra os juros altos, contra o FMI, contra a corrupção, ou a favor do trabalhador mais pobre, do funcionalismo público e do aposentado?
Pois é, caro leitor, essa maioria que votou no Lula de hoje (à direita), tem saudades do Lula de ontem, ou melhor, das idéias defendidas pelo Lula de ontem. O Lula de hoje, por exemplo, acha que é normal fazer caixa dois em campanha eleitoral porque todos fazem, e acha também que não se deve execrar aqueles que erraram em funções públicas ou em partidos políticos. "Errar é humano" diz o Lula de hoje. É por isso que concordo com os que afirmam que: O poder não corrompe as pessoas. O poder apenas revela o que as pessoas são.

Acesse também: www.noticiasdepaz.com.br

2 Comentários:

Às fevereiro 26, 2006 , Anonymous Pedro Fonseca - São Paulo - disse...

Caro Renato Ferreira

Concordo com tudo que você disse. Eu também acreditei e votei nas promessas do Lula. Acreditei piamente que ele, um homem simples, sofrido, que conheceu a dura realidade de quem trabaha neste país, fosse, realmente, se não acabar, pelo menos criar caminhos para diminuir o sofrimento do povo brasileiro.
Mas, nada disso aconteceu. O que vimos,para minha tristeza, foi o aumento da corrupção nas instituições públicas. Posso falar porque vivo esta realidade. Se trabalho e ganho meu salário com tremendas dificuldades, choro diariamente ao ver o quanto os meus velhos pais, aposentados, sofrem para sobreviver com apenas R$ 600,00 de suas aposentadorias. E quantos nem essa mísera aposentaria têm? O PT e o Lula foram as maiores decepções da minha vida e espero que em outubro possamos eleger um presidente que tenha compromisso com a verdade e cumpra o que prometer.
Parabéns pelo seu blog. Continue escrevendo aquilo que não lemos nos jornais.

 
Às fevereiro 26, 2006 , Anonymous Anselmo Goulart - São Paulo disse...

Como comentei numa nota, há alguns dias, a oposição brasileira pensou talvez, que as acusações de mensalão e de caixa dois tivessem acabado com o Lula e não entraram com o pedido de impeachment.
Só que ela esqueceu da caneta, do poderio da máquina e do Bolsa Família, programa que dá esmola para os miseráveis, mas que tem sido um dos responsáveis pelo crescimento de Lula nas pesquisas.
A decepção maior é para aqueles que votaram no Lula, mas, não deixa de ser também para os eleitores de outros candidatos,que também são brasileiros e torcem para o desenvolvimento da nação. Por isso, espero que desta vez o povo tenha aprendido a lição, uma vez que depois da didatura militar, esse é o segundo presidente civil que mais uma vez deixa o brasileiro de queixo caído, de decepção, de tristeza e de vergonha.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

web counter free
-- Fim do codigo Contador -->