quinta-feira, maio 30, 2013

PT e PMDB - Um casamento em crise

Logo após a eleição da presidente Dilma Rousseff (PT), uma coincidência regimental levou o PMDB, partido do vice Michel Temer, principal aliado do governo, a comandar as duas principais Casas Legislativas do país: a Câmara dos Deputados e o Senado. E como são os presidentes que têm a prerrogativa de colocar, ou não, os projetos de Lei do Executivo, como também propostas polêmicas em votação, muitos petistas torceram o nariz temendo que o governo pudesse se transformar num refém do PMDB. E pelos últimos acontecimentos no Congresso, parece que isso já se tornou uma realidade.


Publicamente, as principais lideranças dos dois partidos negam qualquer problema de relacionamento que possam dificultar a continuação da aliança no futuro, mas, na prática, as dificuldades que o governo vem enfrentando para aprovar suas propostas no Congresso deixam claro que se trata de um casamento em crise. São acusações de ambos os lados, que já acenderam a luz vermelha no Planalto e na cúpula petista.


E as provas da crise vieram à tona durante a votação da MP dos Portos, há 15 dias, quando o governo sofreu para aprovar a proposta depois de várias sessões interrompidas e de votações ininterruptas durante dois dias e duas noites com acusações de todos os lados. Após o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), reunir diversas emendas numa só votação, a MP dos Portos foi chamada de "MP dos Porcos", pelo líder do PR, Anthony Garotinho (RJ), também de um partido aliado.


Contudo, o governo saiu vitorioso e venceu também no Senado em sessões relâmpagos. Só que o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), já adiantou que não vai colocar em votação a MP que reduz as tarifas de energia, para cumprir sua promessa de não votar MPs que chegarem em cima da hora. Para não ficar fragilizada, a Presidente Dilma determinou que a redução será feita por Decreto. Mas, isto acabou acirrando ainda mais as desavenças com o PMDB. Ontem, Renan Calheiros e a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil) chegaram a bater boca por telefone.


Diante de tantos problemas com o parceiro, o governo tem feito seguidas reuniões para avaliar a relação, inclusive, para avaliar a capacidade de seus próprios líderes  no Congresso, responsáveis pelas relações institucionais, como a ministra Ideli Salvatti. Mas, parece que o PMDB continua irredutível para desespero da Dilma que deseja continuar a aliança em 2014. O que não será fácil, uma vez que o governador do Rio, Sérgio Cabral, já adiantou que se o PT insistir em lançar o petista Lindeberg Farias a governador, ele deixa de apoiar o governo e poderá apoiar a candidatura do seu amigo, Aécio Neves. E as desavenças entre PT e PMDB já foram detectadas também em outras unidades da Federação. Portanto, daqui pra frente se o PT não andar de acordo com as diretrizes do PMDB, pode ser mesmo que esse casamento acabe antes da campanha de 2014.

Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

e no Portal Quintal da Notícia: http://quintaldanoticia.com.br/

Vereador de Osasco pede que Executivo isente idosos do pagamento de Zona Azul

Na semana passada, o vereador de Osasco, Mário Luiz Guide (PSB) apresentou um projeto Lei, propondo que o Executivo isente do pagamento de Zona Azul os idosos e deficientes que estacionarem seus veículos nas vagas destinadas a eles, desde que o veículo esteja devidamente identificado.


Hoje, na cidade de Osasco, o estacionamento em vias públicas é regulamentado por lei municipal. O serviço é terceirizado e operado pelo sistema de Parquímetro. São máquinas que emitem o ticket cobrando o estacionamento de acordo com o tempo escolhido pelo usuário.

Em sua justificativa, Mário Luiz Guide afirma que essa proposta, além de beneficiar milhares de munícipes, visa também que a legislação municipal seja adequada, por exemplo, ao Estatuto do Idoso que preconiza um tratamento diferenciado às pessoas com mais de 60 anos, sobretudo, os aposentados.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

quarta-feira, maio 29, 2013

Mesmo com as lambanças da Caixa, governo não admite culpa pelos tumultos do Bolsa Família

Mesmo depois de três versões diferentes da Caixa, sobre o tumulto causado pelos boatos do suposto fim do Bolsa Família, o governo não admite que foram as informações desencontradas da Caixa as causas do tumulto. Há 15 dias, os boatos causaram um verdadeiro tumulto em 13 estados do Norte e Nordeste, onde milhares de beneficiários correram ao Banco e houve até depredação de agências. Segundo a Caixa, 900 mil pessoas sacaram cerca de R$ 152 milhões em apenas um fim de semana.


Saia justa
Só que a cada declaração de ministros ou da própria Caixa, fica mais difícil para o governo explicar o episódio. Primeiro, o vice-presidente da Caixa, disse que o dinheiro havia sido liberado para evitar mais tumulto. Não colou. Depois, em nota, a Caixa afirmou que havia liberado o dinheiro na sexta-feira, 17, para corrigir falhas do programa. Também não colou, até porque existe um calendário e nada foi comunicado aos beneficiários. Na segunda-feira, dia 27, o presidente do Banco, Jorge Hereda, pediu desculpas pelas informações imprecisas. "Tivemos uma informação equivocada em relação à data e isso gerou uma informação imprecisa da Caixa. Peço desculpas a todos. Só quem viveu uma crise sabe".


Último a saber?
Durante o tumulto, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, afirmou, bravo, que o caso iria ser investigado pela Policia Federal e que os culpados seriam punidos. A presidente Dilma, indignada, disse que se tratava de um "crime desumano".. A ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos), afirmou que os boados "só poderiam ter partido da oposição".


Oposição pressiona
Desde o início do episódio, a oposição reagiu ao ser acusada. Terça-feria, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) sugeriu que a presidente Dilma vá a público pedir desculpas à população brasleira. Com certeza, se fosse o ex-presdente Lula, ele já teria afirmando que "não sabia de nada e que fora engando pelos aloprados.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

terça-feira, maio 28, 2013

Aécio Neves critica em artigo, o que ele chama de "Mensalão da Internet"

Extraído da Folha de São Paulo, edição de segunda-feira, dia 27 de maio. http://www1.folha.uol.com.br/colunas/aecioneves/2013/05/1285403-mensalao-da-internet.shtml

Mensalão da internet


Na última sexta-feira, neste mesmo espaço, a ex-senadora Marina Silva fez uma corajosa abordagem sobre um tema que impressiona a quem frequenta o mundo das redes sociais. Classificado por ela como "Mensalet" ou "mensalão da internet", trata-se da atuação de uma indústria subterrânea voltada a disseminar calúnias e a tentar destruir reputações.

Ninguém discute os benefícios da internet, que carrega o sonho de um mundo mais plural e democrático. Tamanha transformação exige, porém, um novo senso ético e de responsabilidade compartilhada.

Infelizmente, sob os novos horizontes tornados reais, existe um campo cinzento onde se instalou, no Brasil, um verdadeiro exército especializado em disseminar mentiras e agressões. Fingindo espontaneidade, perfis falsos inundam as áreas de comentários de sites e blogs com palavras-chaves previamente definidas; robôs são usados para induzir pesquisas com o claro objetivo de manipular os sistemas de busca de conteúdo; calúnias são disparadas de forma planejada e replicadas exaustivamente, com a pretensão de parecerem naturais.

Absurdas acusações que jamais serão comprovadas, por serem falsas, são postadas e repostadas diariamente. A vítima pode ser um magistrado, um político ou um cidadão comum. Pode ser um jornalista, uma atriz, não importa. Os objetivos são constranger, forjar suspeições, levantar dúvidas, transformar em verdade a mentira repetida mil vezes.
O mais grave é que esse roteiro se repete para buscar desconstruir a imagem de qualquer um que ouse defender ideias divergentes dos interesses daqueles que mantêm plugada essa verdadeira quadrilha virtual. E, quando alguém recorre à Justiça para se defender de ataques infundados, é acusado de exercer censura, invertendo, assim, as posições. A vítima passa à posição de réu.

Esse tipo de ação covarde é um lado da moeda que, na outra face, tenta controlar a imprensa, impedir a formação de novos partidos, defender a remoção do direito de investigação do Ministério Público e a submissão das decisões do STF à maioria governista no Congresso Nacional.
A boa notícia é que esse movimento, cuja origem e objetivos ficam cada vez mais claros, ganha crescente descrédito, fazendo com que certas vilanias fermentem apenas nas trincheiras dos espaços ocupados, e eventualmente pagos, pela má-fé.

Até porque não é apenas o conteúdo da internet, a mais importante revolução do nosso tempo, que deve permanecer para sempre. A honra das pessoas também deveria.

Liberdades de imprensa, de informação e de opinião são conquistas definitivas da nossa sociedade. Calúnia, injúria e difamação são crimes. E assim devem ser tratados.

Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter:

segunda-feira, maio 27, 2013

Com Kassab, PSD de Osasco faz festa para receber Delbio Teruel

Na noite desta segunda-feira, dia 27, o PSD de Osasco promoveu uma grande festa partidária para receber o seu mais novo filiado na região: o ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal, Délbio Teruel. Ao lado de outras lideranças locais e estaduais do partido, a festa contou com a presença do fundador e presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab. E foi o próprio Kassab quem convidou Délbio Teruel a ingressar no partido, durante encontro recente na Capital paulista.


A festa peessedebista foi realizada no auditório do jornal Diário da Região, que recebeu um grande público formado por militantes do partido, presidentes de outras legendas e lideranças do PSD. Estiveram presentes, dentre outras lideranças, os deputados estaduais Osvaldo Vergínio (PSD), Marcos Neves, os vereadores de Osasco André Capriotti e Josias da Juco (PSD), Rogério Silva (PSC) e Maluco Beleza (PHS), o vereador de São Paulo, Police Neto (PSD), e o ex-prefeito de Itu, Herculano Passos, líder do PSD na região. A cerimônia foi comandada pelo presidente municipal do PSD, Lau Alencar


Délbio Teruel

Após agradecer a presença dos amigos e de seus familiares, Délbio Teruel fez um agradecimento específico ao presidente do PSD Gilberto Kassab. "Estou muito muito contente por este momento da minha vida política, quando chego ao PSD, um partido grande e muito bem estruturado a convite do meu amigo Gilberto Kassab. Agradeço também ao Lau Alecar e a todos os membros locais do partido que me receberam tão bem. Com certeza, vamos fazer ainda muito mais pelo povo de Osasco, agora, com o apoio de todos os meus amigos, que sempre estiveram o meu lado, e com a estrutura desse partido tão bem estruturado em todo Brasil".


Gilberto Kassab

iniciar a sua fala, Gilberto Kassab salientou que o PSD não "nasceu inchado. Ele nasceu forte e continua crescendo sem em busca de qualidade. Por isso trouxemos o Délbio Teruel, um político de valor moral e familiar. Apesar de jovem, o Délbio é um politico experiente e que já mostrou a sua capacidade no Legislativo de Osasco. Ele significa também renovação para a política da cidade e estamos muito felizes com a sua chegada, Délbio. Seja bem-vindo à família PSD", disse Kassab, que agradeceu também a presença dos familiares do novo membro do PSD e à recepção promovida pelo proprietário de o Diário Vrejhi Sanazar.


Lau Alencar
Para o presidente local do PSD, o partido, que já conta com grandes lideranças no estado de São Paulo e em todo o país, recebe de braços abertos o ex-vereador Délbio Teruel.  Lau disse que é um orgulho para o partido recebe em suas fileiras um político como Délbio Teruel. "Trata-se de um experiente político e que só vem engradecer o nosso partido. Ele será candidato a deputado Federal em 2014 e, sem dúvida, um nome forte também para disputar a Prefeitura de Osasco em 2016". Os vereadores do partido Andrea Capriotte e Josias da Jusco também afirmaram que estão muito felizes com o novo colega de partido.


Osvaldo Vergínio
A presença do deputado Osvaldo Vergínio, se não causou surpresa, não era, assim, tão esperada no evento, justamente, pelo fato de que ele foi duramente criticado por Délbio Teruel durante a campanha para prefeito em 2012. Mas, parece que o deputado, que não foi consultado para opinar sobre a vinda de Teruel, não demonstra desconforto, pelo menos agora, que está insatisfeito. "Não, eu não tenho nada contra o Délbio. O partido está numa fase de novas filiações e o Délbio é mais um que vem somar conosco no PSD", disse Osvaldo Vergínio, garantindo também que será candidato à reeleição.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

Expectativa do mercado é por inflação maior e PIB menor em 2013

Nesta semana em que o Comitê de Política Monetária (Copom) decidirá qual a taxa de juros deve ser adotada para combater a inflação que já assusta a população, as expectativas pioraram tanto em relação para a alta de preços, como para o crescimento econômico do país. Na pesquisa que o Banco Centra faz com economistas do mercado financeiro a previsão é que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), suba de 5,8% para 5,81%. Já com relação à queda da projeção do PIB foi maior: de 2,98% para 2,93% em 2013. Foi a segunda semana consecutiva de baixa das expectativas.

As revisões serão levadas em consideração na reunião da cúpula do BC na quarta-feira, 29. Também na quarta-feira, pela manhã, o IBGE divulgará o crescimento da economia no primeiro trimestre deste ano. O dado é esperado com ansiedade dentro e fora do governo.

Sobre a revisão do crescimento industrial, a mudança que mais chamou atenção foi para o ano que vem. Em 2014, os analistas do mercado financeiro esperam uma expansão de 3,1%. A projeção anterior era de 3,5%. Foi a segunda semana seguida de queda.

O pessimismo maior dos especialistas afetou ainda as previsões para as contas externas ainda em 2013. A expectativa para o rombo das transação correntes - o resultado de todas as trocas de serviço e do comércio do Brasil com o resto do mundo - subiu de US$ 70,9bilhões para US$ 72 bilhões neste ano.
Na aposta dos analistas do mercado financeiro, a balança comercial deverá ter um resultado ainda mais fraco do que o previsto anteriormente. A perspectiva para o superávit comercial do país caiu de US$ 9,05 bilhões para US$ 8,3 bilhões em 2013. (Fonte: Jornal o Globo)

Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira
 

STF autoriza quebra de sigilos do deputado Protógenes Queiroz

Na semana passada, o ministro do STF, Dias Toffoli em atendimento à solicitação da Procuradoria-Geral da República, autorizou a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico do deputado Federal, Protógenes Queiroz (PC do B-SP). Conforme matéria publicada no site do Consultor Jurídico - http://www.conjur.com.br/2013-mai-24/supremo-ordena-quebra-sigilos-protogenes-demarco - e também na edição impressa de domingo da Folha de São Paulo, essas investigações são realizadas para apurar se a operação Satiagraha, comandada pelo então delegdo da PF Protógenes, foi patrocinada e conduzida por empresários intressados em alijar o banqueiro Daniel Dantas do mercado de telecomunicações no Brasil.



Nessa mesma linha seão investigados também o empresário Luis Roberto Demarco e a origem do blog do jornalista Paulo Henrique Amorim.

Conforme a matéria, "Demarco, ex-sócio de Daniel Dantas no grupo Opportunity, foi o homem designado pela Telecom Italia para defender seus interesses no Brasil e combater os de Daniel Dantas. Protógenes Querioz, atuando como delegado da Polícia Federal, conduziu a operação satiagraha, que investigou supostos crimes financeiros de Daniel Dantas e de seu grupo empresarial. Paulo Henrique Amorim, em conexão com Demarco e Protógenes, conduzia uma campanha de mídia contra Dantas. Demarco e Amorim estariam a serviço da Telecom Itália, sócia de Daniel Dantas na Brasil Telecom, com quem disputava o controle acionário da operadora.


Por outras ordens do STF, Dias Toffoli determinou a expedição de carta rogatória à Itália, para obtenção das conclusões dos processos conduzidos pela Procuradoria da República de Milão. Nesse processo, apurou-se que da empresa Telecom Italia foram desviadas altas somas destinadas a subornar autoridades, políticos, policiais e jornalistas do Brasil. Entre os executivos da empresa na Itália, responsáveis pelo “propinoduto”, alguns já foram presos, outros ainda respondem processos e um se suicidou. Embora já se saiba da condenação dos corruptores, até hoje as autoridades brasileiras evitaram ir atrás dos corrompidos.


Será quebrado o sigilo bancário também de José Zelman que, segundo Protógenes, foi quem lhe doou três imóveis (dois apartamentos, um no Guarujá, outro em Foz do Iguaçu e mais uma garagem), no curso da operação satiagraha. A Receita Federal deverá fornecer as declarações de Imposto de Renda de Protógenes e Zelman, de 2005 a 2008.

Além da quebra de sigilo telefônico de todas as linhas identificadas como sendo de Protógenes e Demarco, serão levantadas também as ligações feitas e recebidas pela Nexxy Capital (empresa de Demarco) e números da própria Polícia Federal. Dos aparelhos celulares, além das ligações serão recuperados os SMS disparados ou recebidos.


As superintendências da Polícia Federal em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro deverão informar se Luís Roberto Demarco ingressou nos prédios entre janeiro de 2007 e dezembro de 2008 — e a finalidade das visitas. A empresa de Demarco será investigada também na Junta Comercial de São Paulo".


A operação Satiagraha foi deflagrada em 2008 para investigar supostos crimes financeiros cometidos pelo Opportunity, de Daniel Dantas. O empresário chegou a ser preso duas vezes e  foi solto nas duas ocasiões por determinação do ministro do STF Gilmar Mendes. Segundo a matéria da Folha, pelo Twitter, Protógenes Queiroz afirmou que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel "fez parecer favorecendo a defesa com fatos mentirosos".


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira



sábado, maio 25, 2013

380 casais se unem em Casamento Comunitário na cidade de Osasco

Na manhã deste sábado, dia 25, o Fundo Social de Solidariedade de Osasco realizou a 19ª edição do Casamento Comunitário, destinado a casais que não têm recursos para arcar com as despesas da oficialização conjugal.


Diversas autoridades estiveram presentes, como o prefeito Jorge Lapas, a primeira-dama Sandra Lapas e vereadores de Osasco, como o presidente da Casa, Antônio Toniolo.


Neste ano, 380 casais participaram da cerimônia, que proporcionou às noivas e aos noivos uma celebração completa, com direito a ato religioso, para abençoar os casais, e ainda a presença de um juiz de paz a oficializar as uniões civis, de acordo com a legislação vigente.


Acompanhe Renato Ferreira também no Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira
 

Boatos sobre fim do Bolsa Família requerem investigação séria e responsável

No último fim de semana, o Brasil inteiro ficou estarrecido diante do tumulto causado por boatos sobre o fim do Bolsa Família. Como um raio, a boataria atingiu cerca de 13 estados das regiões Norte e Nordeste, onde milhares de beneficiários correram para as agências da Caixa Econômica Federal para tentar sacar o benefício, acreditando nos boatos. Houve até depredação de agências e cerca de 900 mil pessoas sacaram cerca de R$ 152 milhões. Só não se sabe como tanto dinheiro já estava nas agências. Será que a Caixa vai explicar isso?

Já na manhã de segunda-feira, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que se tratava de "vários crimes" e a que Polícia Federal iria investigar com rigor e punir os culpados. No mesmo dia, a presidente Dilma Rousseff foi à TV para afirmar que os boatos eram "crimes abomináveis e desumanos" e disse que havia ordenado a PF para investigar e identificar os criminosos.

Em seguida, começou haver a politização do episódio. Em sua conta no Twitter, a ministra Maria do Rosário, de forma irresponsável, afirmou que os "boatos só poderiam ter partido da oposição". Mais, tarde a ministra recuou e disse que se tratava "apenas de uma singela opinião" e que não tinha informações oficiais sobre o que dissera antes. A oposição reagiu e diversos parlamentares, tanto na Câmara dos Deputados como no Senado, exigiam explicações da ministra, afirmando que quem poderia soltar um boato e atingir tantas pessoas em tão pouco tempo, só poderia ser o próprio governo que tem controle sobre os beneficiários e sobre o dinheiro distribuído.

Na quinta-feira, 23, o ministro da Justiça disse que o caso é de difícil investigação e que não seria concluído em 30 dias. Seja como for, esses boatos criminosos merecem uma investigação séria e que os culpados sejam punidos. Caso contrário, vai ficar muito mal para o próprio governo.
 
 
Mas, já na sexta-feira, o caso começava a ser esclarecido e a tomar outro rumo. Segundo a PF, os boatos teriam partido de empresa de telemarketing do Rio de Janeiro e espalhado por rádios pelo Nordeste. A PF disse que, agora, vai ouvir as primeiras 100 pessoas que sacaram o dinheiro para saber como elas foram informadas. O Brasil espera, portanto, a identificação dos culpados, sejam eles da oposição ou do governo. Sabemos, de antemão, no entanto, que o único beneficiado com os boatos, em tese, seria o próprio governo que se vangloria e defende tanto o programa Bolsa Família.
 
 
Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreia
 
 
 
 
 
 

sexta-feira, maio 24, 2013

Kassab vai a Osasco para receber Teruel no PSD

Na próxima segunda-feira, dia 27, o fundador e presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab estará na cidade de Osasco - região Oeste da Grande São Paulo - para abonar a ficha de filiação ao partido do ex-vereador e ex-candidado a prefeito, Délbio Teruel (ex-PTB). A informações são do presidente municipal do PSD, Lau Alencar (à direita).


Além de Giberto  Kassab, diversas  lideranças municipais e estaduais do PSD deverão estar presentes ao evento, que será realizado no auditório do jornal Diário da Região, no centro da cidade, a partir das 19 horas.


Délbio, Federal

O ingresso de Délbio Teruel no PSD causou surpresa nos meios políticos de Osasco e até mesmo entre os membros locais do partido. Hoje, o PSD de Osasco tem dois vereadores - Andrea Capriotti e Josias da Juco - além do deputado estadual, Osvaldo Vergínio, ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal. Vergínio chegou à Assembleia Legislativa como suplente.


As surpresas consistem no fato de que Teruel e Vergínio participaram da última campanha para prefeito, quando o ex-petebista foi um dos mais ferrenhos críticos ao seu adversário do PSD. No final, Délbio Teruel ficou em terceiro lugar e OsvaldoVergínio, em 4° no pleito que elegeu o prefeito Jorge Lapas (PT), com 139 mil votos.. O tucano Celso Giglio, que recebeu o maior número de votos - 149 mil  - teve a candidatura impugnada pelo TSE.


Só que o convite a Delbio Teruel partiu do próprio Kassab, que prometeu ainda que o ex-vereador será candidato a deputado Federal, em 2014, e candidato a prefeito de Osasco, em 2016. A chegada de Délbio ao partido com todo esse apoio de Kassab acabou causando desconforto a Osvaldo Vergínio, que nunca escondeu também o desejo de também ser candidato à reeleição a deputado e, novamente, disputar o cargo de prefeito em 2016.


Kassab, Governador
Muitos acreditam que esse "chega pra lá" de Kassab a Osvaldo Vergínio foi causado pela aproximação do deputado ao governador Geraldo Alckmin, inclusive, com elogios dele ao governador tucano, mesmo sabendo que o PSD já havia decidido lançar Gilberto Kassab como candidato a governador. Assim, com todo esse imbroglio, a presença de Vergínio no evento de segunda-feira, torna-se uma incógnita.

Segundo Lau Alencar, como membro e deputado do partido, Osvaldo Vergínio foi convidado para o evento oficial de filiação de Délbio Teruel. "Só não sabemos se ele vai comparecer", disse, hoje, Lau Alencar. O presidnete municipal do partido disse também que em reunião já agendada para o dia 10 de junho, dentre outros assuntos, deverá ser tratada a situação do deputado. "Nesse momento, estamos também tratando já da escolha dos nomes para os cargos de deputados estaduais e federais e, então, o partido precisará saber se o Osvaldo pretende mesmo ser candidato pelo PSD. "Como o partido já decidiu por candidatura própria, precisamos saber se ele vai, então, se enquadrar às diretrizes da legenda", afirmou Lau Alencar.


Com Afif
Dentre essas lideranças que deverão acompanhar Kassab, deverá estar o mais novo ministro do governo Dilma Rosseff (PT), Guilherme Afif Domingos, cujo nome tem sido destaque no noticiário, justamente, porque ele assumiu a pasta da Micro e Pequena Empresa, mas, sem deixar o cargo de vice-governador de São Paulo. Afif´, que já disse que só deixará o cargo de vice, caso a justiça o obrigue, recebeu parecer favorável da Advogacia-Geral da União. No entanto, na Assembleia Legislativa de São Paulo corre um processo que pede o afastamento de Afif do cargo de vice-governador. O pedido vai ser analisado pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

quinta-feira, maio 23, 2013

Renan Calheiros assume a Presidência da República nesta sexta-feira

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), assumirá interinamente a Presidência da República, nesta sexta-feira, dia 2. Isto porque a presidente Dilma Rousseff embarcou  às 19h desta quinta-feira para a Etiópia, onde participará das comemorações dos 50 anos de criação da União Africana, e só retornará ao país no domingo.


Já o vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP) vai representar o Brasil na posse do presidente reeleito do Equador, Rafael Correa, nesta sexta-feira, em Quito. Temer voltará ao Brasil no sábado. Assim, quem deveria assumir a Presidência seria o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), segundo na linha sucessória, mas, ele está em missão oficial nos Estados Unidos.

Fonte: http://oglobo.globo.com/pais/renan-assume-nesta-sexta-feira-presidencia-da-republica-interinamente-8475551


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

Vereador de Osasco apresenta projeto para a criação do Programa Saúde na Escola

Na sessão ordinária de terça-feira, 21, da Câmara Municipal de Osasco - Grande São Paulo - o vereador Mário Luiz Guide (PSB) deu entrada a um Projeto de Lei solicitando ao Executivo a criação do Programa Saúde na Escola (PSE). Será um trabalho a  ser desenvolvido em conjunto pelas Secretarias da Educação e Saúde.

 

O objetivo do projeto, segundo Mário Guide, é de colaborar na formação dos alunos da rede pública do município, através de ações de prevenção e atenção à saúde tanto de alunos, como também dos professores, funcionários e dos pais de alunos. Com certeza, trata-se de uma excelente proposta do vereador Guide.

 

Acompanhe Renato Ferreira pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira






Oposição de Osasco insiste na volta das Regionais

Os vereadores de oposição da cidade de Osasco, na Grande São Paulo, continua insistindo na volta das regionais da Prefeitura para acabar, na opinião deles, com os problemas de sujeira e falta de obras nos bairros, como, por exemplo, recapeamento e poda de árvores, dentre outras. A oposição na cidade é formada por apenas quatro vereadores do PSDB. Os demais 17 vereadores fazem parte da base de apoio ao Executivo.


Na sessão de terça-feira, dia 21, Sebastião Bognar (foto), reiterou o pedido, como também solicitou a volta da operação "Cata Bagulho", que facilitava a vida do munícipe no descarte de móveis ou aparelhos eletrônicos velhos.  Exibindo fotos com ruas cheias de entulhos, Bognar disse: "A volta das regionais evitaria, por exemplo, que nós vereadores tivéssemos que vir aqui na Tribuna falar sempre de buracos, sujeira e entulhos espalhados por toda a cidade".


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

quarta-feira, maio 22, 2013

Médicos portugueses consideram proposta do Brasil como "desprestigiante"

Conforme entrevista com o Presidente da Ordem dos Médicos de Portugal, José Manuel Silva, publicada pelo Estadão, o Brasil não está tratando os médicos portugueses" com dignidade. Veja, a seguir, trechos da entrevista:


"Como os portugueses receberam a proposta brasileira?

- Essa proposta deixa os médicos portugueses confinados a uma região. Não é uma forma de tratar com dignidade profissionais portugueses. Há muitos médicos brasileiros em Portugal e não fizemos isso com eles. O que o Brasil oferece é desprestigiante. A qualidade dos profissionais em Portugal é alta e a proposta desconsidera essa qualidade...

...Dificilmente algum médico português aceitará as condições oferecidas pelo Brasil. Até porque a situação de trabalho nesses locais mais distantes certamente é mais dura e haveria problemas de adaptação."

Matéria completa aqui: http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,brasil-nao-esta-nos-tratando-com-dignidade-,1034214,0.htm

Duas perguntinhas:

Se até mesmo os portugueses, que estão desempregados, estão rejeitando a proposta do Brasil, será que os médicos brasileiros, que ralam para fazer uma Faculdade caríssima, estão mesmo errados quando negam trabalhar em regiões distantes, sem infraestruturas e sem as mínimas condições para exercerem a medicina com dignidade?

E será que os médicos cubanos têm essa mesma opinião sobre os trabalhos que o Brasil lhes oferece aqui, em regiões inóspitas?


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

TSE cassa mandato do prefeito de Santana de Parnaíba

Em sessão realizada na noite desta terça-feira, 21, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) cassou a candidatura do prefeito de Santana de Parnaíba, Antônio Marmo Cezar (PSDB). Com isso ele perde o mandato de prefeito. Os ministros do TSE votaram contra o recurso impetrado pelo prefeito por conta do processo por improbidade administrativa, negando-lhe o registro da candidatura. O recurso pedindo o cancelamento da candidatura de Marmo Cezar foi apresentado pelo ex-prefeito e também candidato nas eleições de 2012, Silvinho Peccioli (DEM), que ficou em segundo lugar na eleição, com 46% dos votos válidos, contra 51% do prefeito Marmo Cezar.


O argumento usado no recurso de Peccioni é que as contas do prefeito eleito foram reprovadas quando ele ainda era presidente da Câmara Municipal de Santana de Parnaíba, em 2000.


A relatora, do processo, ministra Laurita Vaz, apontou a ocorrência de improbidade administrativa para negar o registro. Disse que, mesmo com a devolução do dinheiro para os cofres da prefeitura, por imposição do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, isso não afastaria a questão da improbidade administrativa.


Com essa decisão do TSE, existem duas alternativas: novas eleições ou o segundo colocado, Silvinho Peccioli assumir o cargo de prefeito, uma vez que os votos do atual prefeito seriam anulados. Mas, o caso de novas eleições será também decidido pelo TSE, o que deve ocorrer nos próximos dias. É possível que Marmo Cézar poderá ainda recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal), mas, com mínimas chances de reverter a cassação.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

Assembleia pode forçar Afif a deixar cargo de vice-governador

A Assembleia Legislativa de São Paulo decidiu analisar o pedido de perda de mandato do vice-governador Guilherme Afif Domingos (PSD), que na semana passada tomou posse como ministro do governo Dilma Rousseff (PT), na pasta da Micro e Pequena Empresa, o 39° ministério do governo petista. O pedido, acolhido pelo presidente da Assembleia, Samuel Moreira (PSDB), foi feito com base no parecer da Procuradoria da Casa, que confirmou, em tese, que o fato de Afif exercer dois postos ao mesmo tempo exigiria "a sanção da perda do cargo".


Agora, o pedido da perda de mandato será analisado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Assembleia. A CCJ deverá decidir se abre procedimento contra o ex-governador e ministro. Caso seja aberto o processo, Afif terá cinco semanas para se defender. Segundo os governistas, Geraldo Alckmin (PSDB) não fará pressão sobre o deputados de sua base para poupar o vice Afif, do qual se distanciou desde que ele deixou o DEM para ingressar no PSD de Gilberto Kassab. Alckmin, inclusive, exonerou Afif do cargo de Secretário de Desenvilvimento Econômico do Estado. Publicamente, Alckmin tem elogioado Afif, mas, segundo seus aliados, esse clima entre os dois piorou após Afif assumir o ministerio.


Segundo assessoria de Guilherme Afif Domingos, ele só vai se manifestar sobre a análese do seu caso na Assembleia Legislativa, após ter acesso ao processo completo. Logo que tomou posse na pasta federal, Afif informou que só deixaria o cargo de vice-governador, caso fosse obrigado pela Justiça;


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

terça-feira, maio 21, 2013

Em festa do PSDB, tucanos criticam governo petista e chamam Lula de "canalha"

O pontapé inicial da campanha tucana à Presidência da República foi dado no último sábado, 18, durante encontro realizado em Brasília. Na oportunidade os tucanos ratificaram o nome do senador Aécio Neves (PSDB-MG) como presidente nacional da sigla. Aécio é o virtual candidato tucano à Presidência da República em 2014. E o que não faltou no encontro tucano foram críticas severas ao governo petista, classificado pelos tucanos como "autoritário". E houve também muitas críticas ao ex-presidente Lula, principal estrela do PT, que foi chamado até de "canalha" pelo governador de Goiás, Marconi Perillo.


Além de Aécio Neves, diversas lideranças tucanas estiveram presente. Todas criticaram o PT e pregaram união no partido, em torno do nome de Aécio Neves, primeiro, como presidente nacional do partido.
 

Como provável candidato tucano, Aécio Neves assumiu a tarefa de atacar com mais veemência o governo Dilma, que tem aprovação de 70% dos brasileiros, conforme as últimas pesquisas. Aécio, que neto de Tancredo Neves, primeiro presidente civil após o fim da ditatura militar, que no entanto faleceu antes de tomar posse, classificou o baixo crescimento do PIB nos últimos anos, em meio à crise econômica internacional, de “ridículo, irrisório e vexatório”. Ele disse também que a “inflação está saindo de controle, enquanto as obras públicas do governo estão inacabadas e estagnadas". Aécio afirmou ainda que a gestão petista, que tirou mais de 30 milhões de pessoas da miséria, "se conforma com a administração diária da pobreza”.


Já contra Lula, o mais exaltado foi o governador de Goiás, Marconi Perillo, flagrado em duas operações da Polícia Federal em transações com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. “Nunca foi tão difícil ser oposição ao maior canalha deste país. Um dia eu alertei esse canalha que no governo dele havia mesada para comprar deputados e, desde então, fui escolhido ao lado de José Agripino, Arthur Virgílio e Tasso Jereissati como os seus adversários maiores", bradou Perillo.
,

José Serra também fez severas críticas ao PT, assim como o deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP). Depois de Sampaio dizer, aos berros, que na convenção tucana não havia “mensaleiros”, Serra afirmou que o PSDB tem “a missão de defender a democracia da sanha autoritária” petista.


Segundo as lideranças tucanos, o segundo passo nessa campanha de Aécio Neves é fazer todos os esforços no sentido de fazer o mineiro conhecido em todos os cantos do país. Para isso, o PSDB está pensando em promover caravanas para que Aécio Neves possa visitar todas as regiões do país, sempre acompanhado de lideranças tucanas. Aproximar o mineiro de todas camadas sociais é objetivo dos tucanos, para, então, lança-lo oficialmente como candidato do partido à Presidência da República.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira
 

Virada Cultural de São Paulo é marcada por arrastões e mortes. Para Haddad, foi um "sucesso"

Mesmo com o orçamento recorde, de R$ 10 milhões para reforços na infraestrutura e na segurança, a primeira Virada Cultural da era Fernando Haddad, não foi marcada pelas 900 atrações musicais e, sim, pelo recorde de violência. Foram diversos arrastões, roubos, furtos e duas mortes, uma por tiro e outra por suspeita de overdose. Foi a Virada Cultural mais violenta nos nove anos que o evento é realizado na Capital paulista. A onda de arrastões e as mortes acabaram ofuscando o grande número de atrações musicais durante as 24 horas da virada.


Na Avenida Rio Branco, um jovem de 19 anos foi baleado ao reagir a um assalto. Ele tentou reaver o celular, mas, foi baleado pelo assaltante. Um outra jovem morreu também durante o evento e a suspeita é de que ela tenha sido vítima de overdose. No total, 28 pessoas foram detidas pela polícia, que apreendeu também 9 adolescentes infratores.


Segundo matéria publicada na Folha de :S. Paulo, houve arrastões com ataque de grupos de até 50 bandidos nas Avenidas Ipiranga, São João, Rio Branco, Duque de Caxias, Praça da República e no viaduto Jaceguai. Nem mesmo o senador Eduardo Suplicy se livrou dos ladrões. Ele teve a carteira roubada e os ladrões levaram ainda dinheiro e o celular. Posteriormente, no palco com a cantora Daniela Mercury, o Senador apelou aos bandidos que devolvessem pelo menos o seu celular, o que acabou acontecendo.


Sucesso, segundo Haddad

Durante entrevista coletiva nesta segunda-feira, 20, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), admitiu que houve aumento da violência na edição deste ano, mas, mesmo assim, o prefeito considerou que a Virada Cultural "foi um sucesso".


Mas, com certeza, não foi nenhum sucesso para a família do jovem Elias Martins Morais Neto que foi assassinado. Durante o evento e logo após o assassinato, a mãe do jovem ligou para o celular do filho e foi atendida pelo bandido. Mostrando total frieza e indiferença ao sofrimento da mãe, o assassino confirmou que havia matado mais um e ainda riu ao falar com a mãe desesperada. .
Aureliano Santana, 49, pai de Elias, também cobrou providências da polícia. "Como pode um menino vir para uma festa e ser baleado? Não tinha ninguém para revistar e ver quem estava armado?, indagou. Seu filho foi sepultado nesta segunda-feira. Muitos artistas criticaram a violência e a falta de segurança no evento.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

segunda-feira, maio 20, 2013

Será que o governo vai mesmo identificar os culpados pelos boatos sobre o fim do Bolsa Família?

Nesta segunda-feira, 20, de forma irresponsável a ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos) disse pelo Twitter - http://oglobo.globo.com/pais/maria-do-rosario-diz-no-twitter-que-boato-sobre-fim-do-bolsa-familia-deve-ter-partido-da-oposicao-8441071 -  que os boatos sobre a suspensão do Bolsa Família teriam partido da oposição. Mais, tarde também pelo Twitter, a ministra pediu desculpas e disse que era "apenas um singela opinião" e que não tinha informações oficiais do que acabara de afirmar.


Hoje também, a presidente Dilma Rousseff (PT) considerou os boatos como "crime inadmissível e desumano"  e que teria colocado a Polícia Federal para investigar e identificar o autor ou autores de tais boatos, que provocaram tumultos em 13 estados no fim de semana. Milhares de pessoas correram para postos da Caixa Econômica Federal para tentar sacar o que eles achavam que seriam o último benefício do programa social. Houve até depredações de agências da Caixa.


Mas, a quem interessaria soltar tais boatos? Seria a oposição mesmo, ou mais alguma loucura dos "aloprados" petistas para tentar mostrar o quanto o povo necessita e não vive sem esses benefícios? Seja de quem for, o fato se configura como uma verdadeira burrice. E, claro, crime como disse Dilma Rousseff


E será que a Polícia Federal vai mesmo encontrar os culpados? E será que o Governo vai querer mesmo conhecer os culpados, caso as investigações provem que não eles não são da oposição? Uma coisa é certa, sãos as Prefeituras e as próprias instituições governamentais que possuem todos os dados e informações sobre os beneficiados do Bolsa Família, para informa-los imediatamente sobre qualquer alteração nos programas sociais.


Não quero dizer com isso que foram pessoas do próprio governo ou de prefeituras ligadas ao PT que soltaram os boatos. Mas, será que a oposição brasileira teria, assim, tanta capacidade para soltar um boato e atingir tantas pessoas em tantos estados em apenas um fim de semana. Se for da oposição, pelo menos uma coisa ela mostrou: que tem capacidade para fazer qualquer um de seus candidatos à presidência da República ficar mais conhecido que a presidente Dilma Rousseff em todo o país.


Portanto, vamos ver se os culpados vão ser mesmo identificados. Caso contrário, a PF vai mostrar também que não é assim tão eficiente.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

Por Rede Sustentabilidade, Marina Silva diz que vai até o STF

"Se o Senado não corrigir o erro da Câmara dos Deputados, que negou aos novos partidos o mesmo direito que teve o PSD, nós da Rede Sustentabilidade vamos entrar com uma Ação de Inconstitucionalidade no STF", disse a ex-senadora Marina Silva, sábado, 18, em Osasco, onde esteve acompanhada de outras lideranças políticas, para falar sobre processo de criação do seu partido. Antes de conceder entrevista á imprensa da região, Marina Silva participou de um Café da Manhã, promovido pelo CPEO (Conselho de Pastores Evangélicos de Osasco), dirigido pelo pastor Reinaldo Mota, ex-candidato a prefeito de Osasco.


Correndo o Brasil inteiro à caça de assinaturas para criação do seu partido - Rede Sustentabilidade - a ex-senadora Marina Silva, que na última eleição para a Presidência da República obteve 20 milhões de votos, esteve em Osasco em companhia do deputado Federal Walter Feldman, e do deputado estadual Carlos Bezerra, ambos de São Paulo. Em Osasco, ela foi recepcionada pelo pastor Reinaldo Mota, um dos coordenadores da Rede Sustentabilidade na região. O Café da Manhã foi oferecido pela IEVY (Igreja Evangélica da Vila Yara), dirigida pelo pastor Ageo Silva.


Diversas lideranças evangélicas e membros da igreja participaram do Café da Manhã, dentre elas o deputado estadual Osvaldo Verginio (PSD), a vereadora de Osasco, Andrea Capriotti (PSD), o vereador de Barueri, Bidu (PSDB), e o ex-vereador de Osasco, Manoel Edvan Cerqueira, dentre outros. Na oportunidade, Maria leu diversos versículos bíblicos e falou sobre como a comunidade evangélica pode participar na construção de "sociedade melhor e mais justa", Em seguida, Marina Silva participou na sede da instituição de ensino da IEVY, de uma entrevista coletiva, onde abordou diversos assuntos relacionados à política nacional e ao processo de criação da Rede Sustentabilidade.


Fim da reeleição
A ex-senadora foi taxativa ao afirmar que irá ao Spremo Tribunal Federal, caso a proposta que impede aos novos partidos participar do Fundo Partidário e também ter o tempo de TV, passe também no Senado. Durante a coletiva, Marina disse também que é a favor do fim da reeleição. "O Brasil já não suporta mais esse negócio de eleição a cada dois anos. Vejam que, agora, todos me perguntam se sou candidata. Não gosto de me apresentar como candidata, que na verdade não sou. Estamos ainda formando o partido, que o governo quer a todo custo dificultar. Defendo o fim da reeleição para presidente da República. Neste momento, devemos dar tempo para que os novos prefeitos possam administrar suas cidades sem se preocupar com eleições de 2014. Um mandato de 5 anos seria suficiente para o Presidente fazer uma boa administração. Reeleição é um atraso para o país", disse Marina Silva.


Sobre as propostas de reforma política, o deputado Federal Walter Feldman  (à esquerda) foi ainda mais enfático. "Agora, não passa mais nada no Congresso com relação à reforma política. A única proposta que passou na Câmara foi esta do PT, contrária à criação de novos partidos e que tem como único objetivo prejudicar a Marina Silva", afirmou Feldman.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

Não se faz boa saúde com falácias, diz presidente do CFM

"No entanto, é fácil prever o fracasso desse estratagema. A assistência de qualidade não se faz apenas com médicos com um estetoscópio n...o pescoço. É preciso investimento em infraestrutura, insumos, apoio de equipes multidisciplinares e profissionais estimulados por políticas que reconheçam seu valor e sua essencialidade dentro de um modelo de atenção, que míngua devido à incompetência gerencial...


...Esse embuste tem nome: pseudoassistência. E quem concorda em fazer parte dessa armação é um pseudomédico. Não enxergo uma nesga de arrogância nessa constatação. Aliás, me parecem portar o gene desse sentimento aqueles que tentam ludibriar os incautos transformando falácias em saúde de qualidade".

* Não se faz boa saúde com falácias - Roberto Luiz d'Avila (Presidente do Conselho Federal de mecidina)



Veja artigo completo: http://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2013/05/1280804-roberto-luiz-davila---nao-se-faz-boa-saude-com-falacias.shtml


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

sexta-feira, maio 17, 2013

Entrada de Délbio Teruel mexe com o PSD de Osasco

A entrada do ex-vereador Delbio Teruel (ex-PTB), no PSD de Osasco, por indicação do fundador do partido, Gilberto Kassab, surpreendeu a todos, até mesmo os membros locais do PSD. Segundo o presidente municipal do partido, Lau Alencar, Délbio veio sob a promessa de Kassab de ser o candidato a deputado Federal, em dobradinha com Osvaldo Vergínio, que já é deputado estadual.
 
Osvaldo fica 
 
Com Délbio, vieram também as especulações de que Osvaldo Vergínio poderia deixar o partido. Mas, falando a este jornalista na última quinta-feira, Verginio garantiu que não sai do PSD e que não tem nada contra o Délbio. “Só estranhei a forma da sua entrada no partido. Como deputado não fui consultado, mas não tenho nada contra ele. Só não sei também como fazer dobradinha com uma pessoa que só me criticou e prejudicou muito a minha campanha para prefeito. Mas, não saio do PSD. Ao contrário, sou candidato a reeleição e, em 2016, serei candidato a prefeito”.
 
Andrea apoia 
A vereadora Andrea Capriotti, esposa de Osvaldo Verginio, disse que foi surpreendida também pela forma como o Délbio ingressou no partido, mas, garantiu que apoia a sua entrada. “Não tenho nada contra e acho que ele só vem para somar”, disse a vereadora, garantindo também que nunca pensou em sair do PSD. “Sou partidária e o nosso objetivo é fortalecer o partido em Osasco”.
 
Lau X Verginio
Quem parece que não fala a mesma língua nesse caso é Lau Alencar (foto acima, à direita de Kassab) e Osvaldo Verginio. Ontem, Osvaldo demitiu o Lau da chefia de seu Gabinete na Assembleia Legislativa. Indagado se essa demissão tem algo a ver com a entrada do Délbio, Osvaldo foi taxativo: “Não, o Lau foi, sim, promovido, pois, ele cuidará, agora, exclusivamente, da liderança do PSD e é o presidente municipal do partido. Por sua vez, Lau disse: “Até entendo que ele, como eu, ficou surpreso pela forma da filiação do Délbio, indicado pelo Kassab. Mas, o partido é dinâmico e está aberto a novas filiações. E o PSD foi a única legenda que possibilitou ao Osvaldo que ele fosse candidato a prefeito de Osasco, com todo apoio do Kassab”.
 
 
Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira
 
 

Tucanos de Osasco negam saída do partido


Diante de várias especulações na imprensa de Osasco, dando conta da saída dos vereadores Jair Assaf (foto acima) e André Sacco Jr do PSDB, este jornalista procurou saber destes vereadores a veracidade dessas informações. Os dois negaram e afirmaram que jamais pensaram em deixar o partido, pelo qual foram eleitos na oposição e onde se sentem muito bem. “Eu jamais falei com qualquer jornalista sobre saída do PSDB. Tenho recebido convites, sim, e como vereador vou a eventos de outros partidos, mas, sempre com intuito de prestigiar os amigos. Não tenho nenhuma pretensão em sair do partido”, disse Jair Assaf.


Ilações sem fundamento

Para André Sacco, essas especulações são "ilações sem nenhum fundamento”. Para o vereador, o fato é que o PSDB continua se fortalecendo em Osasco e com sua bancada ativa na Câmara Municipal. “Na verdade o PSDB foi o partido vencedor nas eleições municipais com 149 mil votos. Fui eleito o vereador mais bem votado da oposição, sou delegado do partido no Estado e temos feito uma oposição responsável na Câmara, sempre mostrando as mazelas desta administração. Estamos, portanto, contentes no partido e muito satisfeitos com as lideranças locais e estaduais do PSDB”, afirma André Sacco.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira


terça-feira, maio 14, 2013

A quem interessa a contratação de médicos cubanos?

A contratação de seis mil médicos cubanos, prometida pelo ministro Antonio Patriota (Relações Exteriores), ao seu colega cubano, e dada já como certa pelo Palácio do Planalto, tem sido motivo de festa para parlamentares governistas e para a militância petista, como se isso foi resolver todos os problemas da caótica saúde pública do país. O governo brasileiro justifica essa medida, alegando falta de médicos no país e que os cubanos irão trabalhar em regiões inóspitas do país, onde os profissionais brasileiros se recusam trabalhar.


Mas, essa justificativa do próprio governo é a negação de que o problema da saúde seja causado pela falta de médicos no Brasil. O que existe aqui é uma má distribuição desses profissionais que, até evitam mesmo, depois de um curso longo e caríssimo, trabalhar nessas regiões sem nenhuma infraestrura ou segurança dada pelo governo e, muito menos, salário adequado para uma região isolada e sem recursos mínimos para o exercício da medicina.


Então, resta uma pergunta: por que ao invéz de importar médicos de outros países, que terão as mesmas dificuldades dos brasileiros, além do problema do idioma, o governo não dá incentivos para mais brasileiros cursarem Medicina? Hoje, a mensalidade uma boa Faculdade gira em torno de R$ 4 a 5 mil. Esse valor multiplicado por seis anos de curso vira uma fortuna e a família ainda não tem o direito de deduzir esse sacrifício no Imposto de Renda.


Além desse incentivo, o que o governo deveria fazer é oferecer melhores acessos a essas regiões inóspitas e mais segurança ao profissional que ficará sujeito até mesmo a contrair doenças graves numa região isolada e longe de sua família. Com certeza, a contratação de médicos cubanos, pode ser uma medida justa com Cuba, com os médicos de lá que nem salário recebem, mas, não com o Brasil, nem com os médicos brasileiros e, muito menos, com a população carente que necessita de um tratamento médico digno. Ao médico, não basta apenas um salário, mas, também as condições mínimas para o exercício de sua profissão.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira
  e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

sábado, maio 11, 2013

Parabéns, Mãe!

Neste domingo, 12 de maio, os filhos se reúnem para abraçar e dizer algumas palavras de carinho às suas mamães. Momento de agradece pela vida desta mulher que não mede esforços para defender seus filhos. Que Deus continue abençoando todas as mamães!
 
Mas, lembre-se: nossas mães merecem carinho todos os dias.

Se neste domingo, você não tiver condições de dar-lhe nem mesmo uma flor, não fique triste. Procure a sua mamãe e diga-lhe apenas isso: Mãe eu te amo! Com certeza, será o melhor presente que ela receberá.
 
Agradeço a Deus o privilégio de ainda ter a minha mãe, mulher guerreira, com a qual passei este sábado, em Sorocaba, onde almocei com ela, meu pai, minha esposa e irmãos. Aproveito este espaço para homenagear todas as mamães do mundo em nome da minha amada esposa, Priscila Serpa, e da minha querida mãe, dona Maria Emília. Parabéns, Mãe!

Em Sorocaba, aproveitei também para colher milho verde com o meu pai em sua rocinha.
 
 
Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira
 
 

sexta-feira, maio 10, 2013

Garotinho detona colegas e paralisa votação da MP dos Portos


Na quarta-feira, 8, apesar do clima tenso, a votação da MP dos Portos, Medida Provisória que prevê melhorias nos portos brasileiros com recursos da iniciativa privada, transcorria de forma normal, até que o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), foi à tribuna com uma acusação gravíssima e acabou provocando a suspensão da votação para desespero do governo. “Essa não é a MP dos Portos, essa é a MP dos Porcos. Essa MP está cheirando mal. Não está cheirando mal não. Está podre. Isso aqui não pode ser transformado no show do milhão", esbravejou Garorinho.


Outro mensalão?

As críticas de Garotinho foram direcionadas principalmente à proposta do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) de juntar vários destaques do PMDB, do PSB, do DEM e do PDT em uma só emenda, para tentar aprovar as mudanças em um só pacote. Segundo Garotinho, há indícios fortes da interferência de empresários interessados em mudar o que havia acertado para aprovação da MP, inclusive, insinuando que houve recebimento de propinas.

 
Protestos

“Não vamos morder a isca dos que disseminam fofocas e também não vamos receber educação moral e cívica de quem não tem capacidade de fazê-lo”, disse o líder do PSB, deputado Beto Albuquerque (RS).

 
E agora?

Eduardo Cunha disse que vai pedir que Garotinho dê explicações no Conselho de Ética. Só que o próprio Garotinho se adiantou e disse que assina o requerimento contra si próprio, pois, assim, no Conselho de Ética ele dará nomes aos bois. E, agora, será que a Câmara vai mesmo pressionar o deputado e fazer com que ele conte tudo.
 
 
Ao suspender a sessão, o presidente da Casa, Henrique Alves (PMDB-RN), que não tinha outra alternativa diante do clima, alegando que "era o pior dia da Câmara dos Deputados", que ele já havia presenciado em seus 40 anos de mandato.
 
 
Uma coisa é certa: ou a Câmara convoque mesmo o Garotinho para que ele esclareça as graves denúncias, ou mais uma vez o Congresso e o próprio Governo vão ficar com a imagem arranhada perante a opinião pública, pois, esse negócio de propina na Câmara dos Deputados não é novidade pra mais nenhum brasileiro.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

quinta-feira, maio 09, 2013

Afif, o vice do tucano Alckmin, vira ministro da petista Dilma

Nesta quarta-feira, dia 8, a presidente Dilma Rousseff (PT) deu posse ao seu 39º Ministro, o das Pequenas e Micro Empresas. E não é um ministro qualquer, como esses da Pesca ou de outras pastas tão insignificantes, que ninguém nunca ouviu falar. Trata-se de Guilherme Afif Domingos (PSD), o vice-governador de São Paulo, que até ontem só tinha críticas ao Lula, à Dilma e ao governo petista.

Com certeza, se fosse num país com o mínimo de coerência político/partidária esse fato não ocorreria. Mas, em se tratando do Brasil, onde além da montanha de Ministérios, temos também mais de 30 partidos políticos, a maioria de aluguel, essas coisas já não são novidades. Certamente,  esse cargo de ministro poderá ter mais peso negativo do que positivo para o competente Guilherme Afif. Até porque, o brasileiro parece que não engole muito bem a chamada traição política, o que de fato aconteceu de Afif em relação a Alckmin, por mais que ele tente justificar esse mudança de rumo em sua trajetória política.

Durante a campanha de 2010, Afif que sempre criticou Lula, disse que votaria em José Serra para a Presidência da República porque o tucano "era mais experiente e competente" que a então candidata petista Dilma Rousseff. Agora, ao tentar justificar essas críticas, Afif se apequena e diz que elas "eram pontuais e significavam apenas oratória de campanha". Portanto, diante dessa nova postura e afirmação de Guilherme Afif é bom que o eleitor não leve muito a sério o que políticos dirão durante a campanha de 2014, pois, tanto as críticas como os elogios poderão ser apenas oratória de campanha. O que significa, em outras palavras, pura enganação aos eleitores.

Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

sexta-feira, maio 03, 2013

Barueri implanta a "Tarifa Cidadã"


Na quarta-feira, 1º de maio, os munícipes de Barueri, cidade administrada pelo prefeito Gil Arantes, receberam um grande benefício. Nessa data, entrou em vigor o programa “Barueri: Tarifa Cidadã” que integrará todas as linhas municipais de transporte coletivo.


Com essa tarifa, no espaço de duas horas, o usuário poderá realizar dois embarques, com a cobrança de apenas uma tarifa. O sistema traz mais economia ao cidadão que utiliza mais de uma condução municipal para chegar ao seu destino, pois a maioria dos ônibus integrava apenas com as linhas que seguiam para Alphaville e Tamboré, principais pólos de demanda da cidade. 


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

André Sacco - Oposição forte e responsável em Osasco



Nos últimos anos em Osasco, região Oeste da Grande São Paulo, o vereador e médico André Sacco Jr (PSDB), tem sido uma pedra no sapato do Executivo. Ao lado de seus colegas de partido – Jair Assaf, Bognar e De Paula – André Sacco sempre leva para discutir no plenário problemas graves da cidade, principalmente, nas áreas da Educação e Saúde, dentre. Trata-se de uma voz forte de uma oposição forte e responsável no Legislativo osasquense.
 
Como médico, André Sacco Jr, tem mostrado na sessões da Câmara o caos que impera, hoje, na saúde municipal. Mas, a missão do tucano em discutir os problemas e buscar soluções parece cada vez mais difícil. Agora, nem mesmo um simples requerimento de pedido de informação ao Executivo é aprovado pela maioria governista, como a aconteceu na sessão do último dia 30 de abril.

 
Éramos 5

E por falar na Câmara Municipal de Osasco, depois do chega pra lá que o prefeito Jorge Lapas (PT) deu no PSC, cujo líder questionou um projeto de Lei do Executivo, parece que o grupo de vereadores independentes, formado por 5, se resumiu a apenas um: Maluco Beleza (PHS). O prefeito afastou o PSC da administração, exonerando o então secretário da SICA (Secretaria da Indústria, Comércio e Abastecimento), Marcos Arruda e todos os demais funcionários comissionados indicados pelo partido.
 

Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

Rogério Lins quer melhorias para o transporte coletivo em Osasco

O transporte coletivo é uma das preocupações do jovem vereador de Osasco, Rogério Lins (PHS). Na sessão de terça-feira, 2, Lins disse que tem recebido muitas reclamações de usuários, sobretudo, de estudantes que, à noite, saem das escolas e são obrigados a esperar um ônibus por quase uma hora.


Além da falta de ônibus, o vereador questiona também a gratuidade e a falta de abrigos. “Vamos propor uma audiência pública com as empresas de ônibus para que elas possam nos informar quais são as medidas que estão sendo tomadas para se resolver esses problemas”, disse o vereador.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira




quarta-feira, maio 01, 2013

Não precisamos de redução da idade penal e, sim, de punição severa para crimosos de qualquer idade

Hoje, após mais uma série de crimes hediondos, praticados por maiores e menores de idade, com destaque para um estudante assassinado na porta de sua casa e para uma dentista queimada viva, porque não tinha R$ 30,00, a discussão que toma conta da sociedade brasileira diz respeito à redução da idade penal. Mas, infelizmente, a realidade, hoje, do Brasil é de uma verdadeira guerra civil e não é a redução dessa idade que vai solucionar esse problema crônico de violência no país. O que precisamos é de uma mobilização nacional para que possamos ter punição justa e severa para todos os criminosos independente de sua idade.


A vítima que morre com um bala na cabeça disparada por um menor não tem nenhuma diferença da vítima de um tiro disparado por um maior de idade. Se o criminoso tem 17, 16, 15 ou 12 anos não importa. Se cometeu um crime hediondo, como tirar a vida de outra pessoa, inclusive, com requinte de crueldade, o indivíduo deve ser retirado do convívio social e quando atingir a idade adulta, deve ir para o regime prisional e cumprir o restante da pena. Isso é justiça, não apenas com o criminoso, mas, principalmente é justiça para toda a sociedade. Se o sistema prisional de hoje não recupera o criminoso, isto é outra discussão e de inteira responsabilidade dos governantes eleitos e pagos para administrar o país. O que não pode é a sociedade pagar pela incompetência de quem governa. E é importante ressaltar que os estados e municípios brasileiros não são produtores de drogas pesadas e nem de armas estrangeiras. Tudo isso entra pelas fronteiras do país para fomentar  nossas cracolândias, armar os criminosos e acabar com o futuro e a vida dos nossos jovens.


O que o país necessita urgentemente é de uma tomada de consciência nacional sobre o gravíssimo problema da criminalidade em decorrência de apenas  um fator: a IMPUNIDADE. O discurso de que a pobreza e a miséria são fatores principais da violência já não serve mais para explicar a explosão dessa violência desenfreada no Brasil. Como os próprios dados do governo Federal revelam, nos últimos anos cerca de 40 milhões de pessoas deixaram as classes sociais mais baixas para ingressar na classe média. Só que, em vez de diminuir, o índice de crimes como roubos, assaltos, sequestros e latrocínios (roubo seguido de morte), não acompanhou essa melhoria social. Ao contrário, aumentou em todas as regiões do país. Com isso, a dedução é simples: o maior incentivador do crime é a impunidade, que advém de leis frouxas e do pouco interesse político em resolver o problema.


Clima de guerra

O clima no Brasil hoje, principalmente, nos grandes centros urbanos é de uma guerra civil. Segundo os dados do Mapa da Violência 2012, elaborado pelo Instituto Sangari, o número de assassinatos no país passou de 13.910 em 1980 para 49.932 em 2010, correspondendo a um aumento de 259% ou o equivalente ao crescimento de 4,4% ao ano. A taxa de homicídios que era de 11,7 para cada 100 mil habitantes atingiu, no mesmo período, 26,2. E, pelos fatos registrados em 2011 e 2012, com certeza, esse índice já aumentou.


O número é superior a países em conflitos sociais, como Iraque e Afeganistão, e comparado a nações africanas e caribenhas com governos e instituições precárias e instáveis. Na América do Sul, somente Venezuela (45,1) e a Colômbia (33,4) possuem taxas maiores. Só que, há vários, a Venezuela é assolada por uma crise financeira e pela escassez de alimentos, enquanto a Colômbia vive conflitos com narcotraficantes das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).


A ONU considera aceitável o índice de 10 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes. Nessa faixa estão países desenvolvidos, como Estados Unidos, Canadá, europeus e asiáticos. O Brasil, porém, com mais do que o dobro desse patamar, se alinha às nações mais pobres da América Latina e África. Será que temos motivos para comemorarmos a colocação de 6ª economia do mundo, mas com esses números alarmantes de violência e criminalidade, mesmo não tendo conflitos étnicos-religiosos ou políticos? Fica essa pergunta aos nossos governantes.


Vontade política 

Outro motivo para esse aumento da violência no Brasil, além de leis frouxas e da impunidade, é a indiferença de nossas mais altas autoridades em comparação com as de outros países. Há poucos dias, o mundo ficou chocado com o ato de terrorismo na maratona de Bouston, quando dois irmãos jovens explodiram bombas caseiras matando duas pessoas e ferindo outras. De imediato, o presidente Barack Obama veio a público e exigiu a imediata identificação e a prisão dos criminosos. Não deu outra. Homens da CIA, Swat e policiais de Boston se mobilizaram na busca dos terroristas e o resultado foi a morte de um e a prisão de outro, que foi preso e isolado da sociedade. Pode ser condenado à morte.


Aqui, mesmo com dois crimes hediondos. um jovem assassinado e uma mulher queimada, crimes que se somam uma gigantesca estatística policial que não chega ao noticiário, ninguém viu a presidente Dilma Rousseff usar a TV, como sempre faz para falar dos feitos de seu governo, para mostrar indignação com os crimes. Ao contrário, enquanto o governador Geraldo Alckmin (PSDB) - foto - propôs mudanças nas medidas de punição para menores criminosos, autoridades do governo Federal, como o ministro da Justiça, Aloisio Mercadante (foto abaixo), já adiantou que é contra qualquer mudança no ECA (Estatuto da Criança e da Juventude), ou contra a redução da maior idade penal.


Portanto, o que precisamos mesmo é de uma mobilização nacional, pois, hoje, os valores estão sendo invertidos no Brasil. Se o criminoso, de maneira cruel, tira a vida de um trabalhador honesto, a primeira preocupação de muitas autoridades não é com os familiares da vítima e nem saber se quem morreu era arrimo de família, como essa dentista, mas, os defensores dos direitos humanos se preocupam primeiro é com a idade do criminoso e de como ele será tratado pela polícia. Então, para evitarmos que esse estágio de violência chegue a um ponto incontrolável, se já não chegou, é fazer com que com todos os criminosos sejam punidos severamente e o ECA não seja usado como um incentivo ao criminoso menor de idade.


Acompanhe Renato Ferreira também pelo Twitter: www.twitter.com/orenatoferreira

e pelo Facebook: www.facebook.com/orenatoferreira

web counter free
-- Fim do codigo Contador -->